4.4.11

DE BURACO EM BURACO

Tempos atrás, abriram as urnas, contaram os votos: O PT ganhou! Carnaval, outubro de 2008. Ganhar ganhou, mas foi no pelo. A conjuntura era muito favorável, o governo Lula nadava de braçada entre o eleitorado que elege; não elegia poste havia um no posto. Cá entre nós se o candidato apresentasse um discurso melhorzinho do que o da oposição, que não tinha discurso, era o suficiente para o eleitor entender o recado. As promessas de Lula, do PT, eram verdadeiras. Araçatuba foi na onda e, ganhar ganhou!


O buraco virou um problemão. Ocupo-me de vender a minha força de trabalho e um pouco de Natura. Pois é, não gosto da Marina, mas vendo Natura. O mercado vende feijão, a TAM vende passagens e a Folha da Região de Araçatuba vende noticias. Bom para o jornal que existem políticos produzindo noticias gratuitas e não negociadas (sem “cavadinha”). É a economia de mercado e o poder político sob o olhar do repórter. É a liberdade de expressão. É o nome do jornal, e sua tradição, inegociável.


A oposição é poliglota e fala, fala. Estava escrito na página A3 do meu jornal, em 23/03/2011: “Presidente da Acia diz que, para grupo, governo Cido Sério esta ‘meio perdido’”. O prefeito foi desafiado para uma peleja. Fui assistir na sede da OAB em 29 pp. Eram trinta contra um. O um estourou o tempo, em 23 minutos, falou e falou muito. * “Quem exagera o argumento fica ‘meio perdido’”.


Em “Pensamentos de Cido Sério”, capa de domingo 3/4/2011, ¾ de pagina, o Prefeito falou e falou pra caramba: “... pois não foi o PT que ganhou aqui”. Com essa o ‘meio perdido’ sou eu. As críticas são contra o PT que não governa. “Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa”. Não é apenas a elite, a oposição, o jornal as vereadoras e o papa contra o PT; é o mundo, mas o PT é inocente.


Quem pode defender o PT? O jornal não tem obrigação porque é uma empresa privada. A assessoria de imprensa, não reúne qualidades para essa tarefa e não é do PT. A Secretaria de Comunicações, com 2.4 mi de orçamento para propagandear em favor dos governistas, não comunica, pode salvar o time? Não!


A propaganda eficaz é aquela que mostra a eficiência física administrativa. A qualidade de um bom trabalho, de buraco em buraco, bem tapados, fechados para sempre é caso resolvido e não um problemão.


Não localizando seus opositores, o tsunami administrativo vem de dentro para fora, criando noticias autodestrutivas. Acusar o jornal não resolve essa pendenga. Se a prefeitura não levantar o diagnostico que a prejudica, agora no crepúsculo do mandato, o fim será melancólico.


Não há tempo a perder, os erros cometidos são muitos, o prefeito e seu governo perdem a credibilidade entre o eleitorado, em quem o povo vai acreditar? A promessa do Lula tinha um fundo de verdade. Ao jornal, cabe esperar, a nova noticia.


* “Aconteça o que acontecer, cada individuo é filho de seu tempo; da mesma forma, a filosofia (política) resume no pensamento o seu próprio tempo”.


*= Hegel – Imagem da internet Ventura Picasso – Secretário Geral do Sintapi - 2312

4 comentários:

lucidreira disse...

Olá Ventura fico grato pelo comentário feito lá no nosso espaço, espero que volte sempre.
A politica tem dessas coisas principalmente em cidade do interior. e como você diz é só esperar para ver, "a filosofia (política) resume no pensamento o seu próprio tempo”.
Abraço

jhamiltonbrito.blogspot.com disse...

Filosoficamente cada indivíduo é filho do seu tempo. Politicamente cada um é um filho...e aí, assistiu ao jogo do São Paulo, como costuma fazer?

Ventura Picasso disse...

Zemirtus - não tenho tempo pra ver jogo ruim, cara! O professor Pardal me cança - ele é um filósofo 'politicamente'(...), sou corintiano da zona leste - sem querer interferir na vida tricolor achei esquisita a conduta do técnico no último jogo - o cara ficou no banco o jogo todo, enquanto que o Dagoberto jogava de atacante; e aí? Pode?

Ventura Picasso disse...

Alem de tudo o professor Pardal me CANSA um bocado! rsrs