31.5.17

TRANSGRESSOR



Ventura Picasso

“Todos são iguais diante da lei. Aí começa a desigualdade” (Marx).

Para o político ladrão é difícil evitar a criação corrupta. É uma doença que tem a ver com o desejo; a tesura do artista, é enganar o povo e roubar a nação, para jactanciar-se. 
15out1960-Raquel de Queiroz

Os criminosos federais contemporâneos, arrogantes, ignoram as leis, a ética e a moral que poderiam ser reconhecidas e respeitadas como ferramentas essenciais para a defesa dos estatutos democráticos. 
 
“O inferno fez-se céu”.

Nada disso é importante.

Como a lenda do gato e do rato: a polícia atrás do larápio, ou ainda a esperteza do coelho que joga o urso sobre o espinheiro. 

Mas, importa o poder sobre o destino de tudo e de todos, a ambição sobre valores sexuais e materiais de outrem, que é o objetivo inigualável tão sonhado desses pacientes.

O ridículo das acusações criminosas não diminui a conta bancária. O orgulho comanda o lucro cotidiano, o remorso pelo ato criminoso é volátil, as noitadas são belas e joviais. 

A atividade institucional mais desenvolvida e trivial é roubar malas cheias de dinheiros públicos. Dinheiro sem dono, caiu do caminhão e ninguém viu... 

O mais doloroso é ver e ouvir pessoas de todas as idades e formação, divertindo-se nas redes sociais, fazendo piadas com as reformas da Previdência e Trabalhista. 

― Olha a minha aposentadoria, diz um vaqueiro mostrando uma foto de seus bois.
― Não se trata dos seus bois, mas da aposentadoria do cliente da sua carne.

O mais dramático é a ignorância social gerada pela falta de informações educativas embasadas na verdade.  

A verdade é proibida e perigosa, ela pode incriminar o depoente. 

Aristóteles, em seu ensaio, define que o homem foi feito pela natureza como um animal que fala – e por isso é político. 

Transgressores! 

Infelizmente, entre os poderes do Estado, os nossos representantes não falam. Agem na surdina das madrugadas em busca de novos objetivos financeiros ilícitos. 

1599

3 comentários:

Célia Rangel disse...

Excelente seu artigo! Autenticidade.
Abraço.

Majo Dutra disse...

Sou portuguesa, estou por fora, mas achei o seu desabafo interessante.
De Araçatuba! Parece-me o fim do mundo!
Se gosta de arte, visite o meu blogue.
Tenho um artigo sobre a obra-prima de Pablo Picasso.
Basta clicar sobre o meu nome.
Dias felizes
~~~~~~~~

Ventura Picasso disse...

Majo Dutra - obrigado pela visita - o teu Blog é lindo e bastante interessante - nâo encontrei o texto sobre Picasso - sou parte da família Picasso que imigrou para o Brasil em 1910 +-.
Se puder enviar-me por e-mail desde já agradeço:
picasso.v@uol.com.br
Grande abraço.